domingo, 3 de junho de 2012

A Influência do Espírito Santo


Texto: Joel 2: 28 e 29 / Atos 2: 1 a 4
Introdução.
Quis Deus, pelo seu majestoso poder, quando construiu as constelações, colocar sobre o Brasil, cinco estrelas em forma de cruz – o cruzeiro do sul. Ela esta sobre a terra brasileira. Esta terra tem sobre si o sinal de uma grande cruz vindo do céu, mas por cima desta cruz há uma mão poderosa que continua fazendo maravilhas no meio de seu povo e é no nome deste Deus que aqui estamos.
Não importa as imposições que surgiram nestes últimos dias, nos temos um Deus que é maior de que todas as coisas. É um privilégio muito grande estamos aqui juntamente com a igreja compartilhando da Palavra de Deus e das bênçãos que ele nos dará esta noite.
Falarei em poucos minutos sobre a influência do Espírito Santo em todo mundo. Desde que Deus derramou o seu Espírito Santo sobre a igreja, no Dia do Pentecoste lá em Jerusalém, estes homens cheios do Espírito santo estão influenciando o mundo.
Esta influência esta contagiando povos e nações, e teve início ali em Jerusalém desde o Dia do Pentecoste, o Espírito santo tem exercido na terra uma atividade incomum, especialmente no nosso século. Esta verdade gloriosa é para nós muito significantes, porque, além do testemunho da nossa própria influência, corresponde a nossa concepção à luz das profecias, de que a manifestação abundante do Espírito Santo é um dos sinais distintos da volta de Jesus. Aleluia.
Quando olho para o profeta Habacuque, vejo um profeta diferente da maioria dos profetas, ele não profetiza à desviada Judá, ele escreve para ajudar os remanescentes piedosos a compreender os caminhos de Deus à sua nação pecaminosa, garantindo que Deus, no tempo certo lidará com toda a iniquidade.
Queridos irmãos, ao analisarmos a situação de Judá deparamos com os mesmos problemas atuais. Com a ascensão de Babilônia como potência mundial, Judá se apostatou da fé tornando uma nação pecaminosa.
Trazendo para os tempos atuais a nação eleita do Senhor, a igreja tem caído na mesma situação de Judá, deixando as coisas do Senhor para adorar outros deuses, trazendo grandes consequências para o povo de Deus, mas no meio do povo sempre a um que não abandona o primeiro amor e compromissado em fazer a obra de Deus, então este profeta levanta na forma de canto uma oração a Deus, dizendo “Aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos a notifica; na ira lembra-te da misericórdia”.

Comentários.
            O Senhor nestes últimos meses tem me levado a uma busca incessante por avivamento. Ao analisarmos a Bíblia Sagrada, vemos o profeta Joel 2: 28 a 30, acerca de 835 a.C, falando sobre a promessa da efusão do Espírito Santo, prevendo um dos principais resultados do derramamento do Espírito Santo sobre todos aqueles que invocar o meu nome, e este derramamento resultará num fluir sobrenatural do Espírito Santo entre o povo de Deus e esta promessa é perpetua para todos quantos aceitem a Cristo como Senhor, pois todos os crentes podem e devem receber a plenitude do Espírito Santo.
Vemos no A.T., varias manifestação do Espírito Santo no meio do seu povo, usando de forma sobrenatural seus escolhidos, tais como: Moisés, Gideão, Davi, Zorobabel, Jefté. Notemos que A.T., o Espírito Santo vinha apenas sobre umas poucas pessoas, enchendo-as e capacitando, dando-lhes poder para o serviço do senhor. Podemos analisar que não houve nenhum derramamento geral do Espírito Santo sobre Israel. O derramamento do Espírito Santo de forma mais ampla começou grande Dia de Pentecoste relatado em Atos 2.
Quero lhe dizer que o Senhor tem me capacitado, nesta noite, o Senhor tem impulsionado o meu coração para pregar sobre A Influência do Espírito Santo, para que possamos entender as dinâmicas do Espírito Santo, porque só assim teremos uma Igreja vitoriosa que esta marchando por esta terra trazendo muitas vitórias para a Igreja do Senhor.
Queridos irmãos, não poderia deixar de falar nesta noite sobre o Movimento Pentecostal, trarei uma análise histórica e doutrinária.
O surgimento do movimento pentecostal é considerado o fenômeno mais importante da história da igreja no século XX. Exatamente este movimento completou um século, tendo surgido em Los Angeles, Estados Unidos, em 1906. Por causa do enorme crescimento do pentecostalismo, e do impacto que tem causado nas igrejas e na sociedade, particularmente no Brasil, é importante conhecer a sua história.
Pesquisando os anais da história, o avivamento pentecostal do século XX não tem um líder destacado, como um Lutero ou um Wesley, mas nos diversos países onde os santos têm orado especificamente por um revestimento de poder do alto, Deus tem respondido com um derramamento do Espírito Santo.
O Avivamento da Rua Azusa.
A raiz do movimento, no entanto, está relacionada à figura de Charles Fox Parham, que iniciou um trabalho de busca pelo Poder do Espírito Santo em Topeka – Kansas, a partir de 1900. Parham fundou a escola de treinamento espiritual baseado no modelo desenvolvido por Franck Sandford, que instalou uma comunidade chamada Shiloh, com o propósito de buscar a plenitude do Espírito Santo. Após uma visita de seis semanas ao local, Parham e sua Esposa importaram à idéia e passaram a viver uma experiência de avivamento espiritual, tendo como aspecto principal falar em línguas estranhas como evidência do batismo no Espírito Santo.
Um dos mais destacados alunos da escola de Parham foi Wiliam J. Seymour, um pregador batista negro com 30 anos, era filho de escravos, tinha pouca cultura, era cego de um olho, simples em sua homilética, mas bastante comprometido com o movimento de busca pelas experiências de avivamento espiritual, como aquele ocorrido no dia de pentecostes, narrado no texto que lemos nesta noite. Daí o termo Pentecostalismo para denominar o movimento que nasceu a partir daqueles dias de muito fogo espiritual. Era o período da discriminação racial no sul dos Estados Unidos e Parham simpatizava com esse sistema. Seymour só podia ouvir as aulas sentando-se no corredor do lado de fora da sala.
Wiliam J. Seymour foi levado para Los Angeles por uma mulher que fora curada em uma visita a escola de Parham, ali ele passou a exercer o seu pastorado. Ao começar a pregar a mensagem de avivamento e batismo no Espírito Santo nas igrejas tradicionais ele não foi bem aceito, então passou a reunir os irmãos na casa que estava hospedado. Mas o ajuntamento de multidões para ouvir o pregador e experimentar o poder pentecostal, tornou inviável a reunião naquela hospedaria. Quando esta se tornou pequena a solução foi reunir em prédio maior. Foram para a Rua Bonnie Brae.
Com o passar dos dias, várias pessoas impactada pelo Espírito Santo, começaram a falar em línguas, negros e brancos, e finalmente o próprio Seymour teve a tão-sonhada experiência (12/04/1906). Nesse mesmo dia, a varanda da frente da casa desabou devido ao peso da multidão. Com isso, os lideres alugaram um rústico edifício de madeira na Rua Azusa, no centro de Los Angeles. Esse prédio havia abrigado uma igreja metodista negra e posteriormente tinha sido usado como cortiço e estábulo.
O Novo avivamento passou a ser a Rua Azusa Street, nº. 312. Para lá fluíram multidões que provaram o sabor agradável da presença viva do Espírito Santo, foram batizados, curados, renovados e, principalmente, santificados pelo fogo do céu.
“Com gritos estranhos e pronunciando coisas que aparentemente nenhum mortal em seu juízo normal pudesse entender, teve inicio, em Los Angeles, a mais recente seita religiosa.” Los Angeles Times, 18 de abril de 1906.
Foi isso o que a edição de 18 de abril de 1906 do Los Angeles Times. “As reuniões acontecem em um prédio em um prédio decadente da Rua Azusa, e os devotos de doutrinas estranhas praticam os ritos mais fanáticos, pregam as mais extravagantes teorias e se colocam em um estado de louca euforia quando se entregam ao fervor pessoal.”
A publicidade negativa realmente ajudou a trazer mais pessoas. Alguma coisa sobrenatural acontecia naquele prédio. Wiliam J Seymour, pregador batista negro, recém-chegado de Houston, chamava os crentes a dar um passo a mais. Na verdade dois passos:
1.         Ele queria que eles se santificassem;
2.         E que fossem batizados no Espírito Santo.
O mundo estava pronto para o avivamento. Um exemplo da Índia. No final do século XIX, Deus, na sua misericórdia, salvou uma viúva indiana muito culta, de nome Ramabai. Num período de fome na Índia, Deus pôs no coração de Ramabai o desejo de acolher um grande número de jovens desamparadas, todas elas já viúvas. Ela esperou inteiramente no Senhor para o sustento dessas jovens. O Senhor concedeu a Ramabai algumas excelentes cooperadoras para auxiliá-la como a Srta. Minnie F. Adams, relata como o Espírito caiu em 1905.
Em janeiro de 1905, Pandita Ramabai falou as jovens a respeito da necessidade de um avivamento, e pediu voluntárias para se reunirem com ela diariamente para orar nesse sentido.
Setenta pessoas responderam e periodicamente outras mais se ajuntaram. Até formar um grupo de 550 pessoas que se reuniam duas vezes por dia no início do avivamento.
No mês de junho, Ramabai pediu voluntárias para deixar suas casas e sair para as aldeias pregando o evangelho. Trinta delas responderam. Reuniam-se diariamente para orar por um revestimento de poder.
No dia 29 de junho, às 3h00 da madrugada, o Espírito Santo foi derramado sobre uma dessas voluntárias. A jovem que dormia ao seu lado acordou-se quando isto aconteceu e vendo o fogo que envolvia completamente seu corpo, correu para o outro lado do dormitório, buscou um balde com água, e estava quase arremetendo a água sobre a companheira quando percebeu que ela realmente não estava incendiada por fogo natural.
Na noite seguinte, enquanto Pandita Ramabai fazia uma exposição de João 8, o Espírito santo desceu e todas começaram a orar em voz alta. Deus estava tratando com elas e logo aquele lugar estava todo incendiado.
Mateus 3:11 – Ele vos batizará com Espírito Santo e com fogo.
O Poder de Deus derramado ali era tão grande que, por dois ou três dias depois de receber o batismo no Espírito Santo, elas não se lembravam de alimentar-se.
O mundo estava pronto para o avivamento. Um exemplo do Brasil.
Daniel Berg e Gunnar Vingren, após receberem o batismo no Espírito Santo – com evidência em falar em outras línguas – durante o movimento em Los Angeles e Chicago início do século XX, Deus os escolheu para juntos trazerem mensagem pentecostal para o Brasil.
O chamado aconteceu de forma sobrenatural: através de uma profecia, foi revelado que os dois deveriam ir ao Pará. Somente após procurar no mapa mundial os dois missionários tomaram conhecimento que local ficava no norte do Brasil. Em obediência à chamada divina, Daniel Berg e Gunnar Vingren chegaram a Belém no dia 19 de novembro de 1910.
Além da dificuldade encontrada com o idioma, sofreram falta de recursos financeiros também, pois, além de serem pobres, não eram mantidos por nenhuma junta missionária. No início Berg e Vingren participavam de cultos em igrejas protestantes, cantado hinos em suecos. Quando passaram a entender o idioma local, iniciaram a testificar de Jesus, enfatizando a salvação, o batismo no o Espírito Santo, a cura divina e o uso dos dons espirituais.
A doutrina pentecostal ministrada com a devida base bíblica foi assimilada por parte dos crentes, mas rejeitada por outros. Seis meses depois da chegada a Belém, Vingren foi convidado para dirigir um culto de oração e falou da necessidade de o crente ser revestido de poder do alto. A maioria presente alegrou-se com a mensagem e outras reuniões de oração foram realizadas em casas de crentes que queriam o batismo no Espírito Santo como uma realidade em suas vidas. No alvorecer do dia 8 de junho de 1911, a irmã Celina Albuquerque, orando em sua casa, juntamente com outros irmãos, teve o privilégio de ser a primeira evangélica brasileira a receber o cumprimento da promessa, falando em línguas, tal quais os primitivos cristãos no dia de Pentecoste. No dia seguinte, a irmã Maria Nazaré de Araújo foi também batizada com Espírito Santo.
A evidência da mensagem pentecostal levou a direção da Igreja Batista a uma tomada de posição. Em uma reunião extraordinária, foi solicitado que todos os que estivessem de acordo com a nova doutrina se manifestassem. Para surpresa geral, dezenove irmãos – a maioria, portanto – levantaram-se. Uns porque já eram batizados e outros porque criam que poderiam receber a promessa. O grupo alinhado ao ensino pentecostal foi ilegalmente excluído pela minoria presente, delineando as bases do movimento pentecostal em solo brasileiro.
Desligado da Igreja Batista, passaram a reunir-se em um salão na Rua Siqueira Mendes, 79 – Cidade Velha, residência do irmão Henrique Albuquerque.  Como a glória de Senhor se manifestava naquele lugar, houve a necessidade de organizar o movimento. No dia 18 de junho de 1911, foi fundada a Missão de Fé Apostólica, posteriormente denominada Assembleia de Deus. Supõe se que o nome escolhido para a nova denominação esteja ligado às Igrejas que na América do Norte professavam a mesma doutrina e foram denominada de Assembleia de Deus ou Igreja Pentecostal.
Atos 1: 8 diz: “E recebereis poder quando o Espírito Santo descer sobre vós”. O que significa este poder? Quando eu olho para o Dia do Pentecoste, e vejo que Jesus já havia subido, e uma grande multidão reunida ali em Jerusalém, e os soldados haviam trazido um falso repórter após terem olhado o túmulo vazio, os soldados acusavam e diziam que os discípulos tinham roubado o corpo de Jesus.
Os onze discípulos, juntamente com 120 pessoas foram para o cenáculo, pois as ruas de Jerusalém estavam cheias de violências, porque eles queriam destruir e acabarem com os discípulos de Jesus, por fim aquele movimento, mas os discípulos e o povo que lhes seguiam estavam aguardando, ou seja, estavam esperando o momento certo para receberem a promessa de Jesus, pois Jesus havia dito a eles: “Permanecei em Jerusalém, até que do alto sejais revestido do poder”.
Oh Igreja do Senhor, permanecei até que sejais revestidas de poder. Aqueles que esperam no Senhor renovarão as suas forças. Nós precisamos deste poder maravilhoso, que como um som veemente, impetuoso, encheu o cenáculo da presença de Deus e línguas repartidas como fogo vieram sobre cada um deles.
Então o Espírito santo começou a liderar os discípulos, e de repente eles se tornaram cheios do Espírito Santo. Se naquele dia perguntassem a Pedro – qual a sua opinião sobre a influência do movimento Pentecostal?
Pedro cheio de poder, certamente lhe responderia: “Esperai e vede o que Deus ira fazer por intermédio destes que agora estão cheio do Espírito Santo”.
Igreja não foi preciso esperar muitos dias, porque logo após o derramamento do Espírito Santo, Pedro e seus companheiros transformaram o comportamento de Jerusalém. O povo via e sentia no coração a evidência do Poder de Deus presente em suas vidas.
Quero dizer a todos, que esta evidência não foi só no passado, ou somente naqueles dias; ainda hoje Deus manifesta o seu poder no meio do seu povo. Aqui estão vocês que tem experimentado isto nas suas vidas. Aleluia
Nos somos crentes lavados no sangue do cordeiro, nos são batizados no Espírito Santo e com fogo. Aleluia, bendito seja o nome do Senhor. Aqueles discípulos tão simples, com palavras ungidas por Deus, confundiram as autoridades do sinédrio. Até o próprio Dr. Gamaliel ficou admirado ao ouvir tanta sabedoria. E aqueles homens saíram por ordem de Deus às cidades de Jerusalém, Cesaréia, Samaria, Éfeso, Corinto e Antioquia, pregando a palavra de poder, de cura e salvando muitas pessoas para o reino de Deus.
Esta grande influência do poder de Deus chegou a Europa, a África, a Oceania, a Ásia, as Américas, e agora ao Brasil. Neste lugar há poder entre nós, sentimos o calor do Espírito Santo na nossa vida, pois não somos somente um grupo de religiosos convencidos, mas somos crentes que recebemos o poder de Deus.
Queridos irmãos, nesta noite, queremos evidenciar que o poder de Deus derramado no Dia do Pentecoste continua sendo derramado sobre aqueles que creem. A igreja do Senhor necessita do movimento do Espírito Santo tão real e poderoso, quando nos dias da Igreja Primitiva.
Irmão o que é impressionante é que o pescador Pedro, um homem humilde, que não tinha uma educação fina, sem cultura, liderando aquelas pessoas, Pedro cheio do Espírito Santo, levantou-se como um embaixador corajoso e com uma unção do poder de Deus, na qual, nenhum magistrado, nenhum estudioso, poderia pregar naquele dia o sermão que Pedro pregou, porque aquelas palavras foram tão profundas que quase 3 mil pessoas vieram para o reino de Deus, resultado da autoridade do Espírito Santo que estava sobre ele. O que o Espírito Santo realizou através de Pedro no Dia do Pentecoste, Deus pode realizar nestes últimos dias ante a sua vinda. Deus tem um tremendo trabalho para realizar por meio de nós através do Espírito Santo. Aleluia
Muitas pessoas pensam que Jesus será glorificado através de organizações, igrejas, pelo método usado ou por coisas que estamos fazendo, então gostaria de perguntar a igreja; há onde o Espírito santo se enquadra? Paulo diz em um de seus livros; Não sabeis que vos sois o templo do Espírito Santo e que o Espírito Santo habita em vós. Deus não habita em grande templo, em grandes organizações, mas habita na estrutura do nosso ser e da nossa alma.
É interessante que muitos tentam imitar o movimento do Espírito Santo, pregam como nos pregamos, cantam como nos cantamos, ora como nos oramos, mas não tem o que temos. Eles podem ter o poder do real, mas é com Igreja que esta o poder de Deus. Este é o segredo da Igreja do Senhor aqui na terra.
Conclusão.
Para finalizar palavras quero conclamar a igreja para que façamos à obra de Deus enquanto e dia, porque a noite vem, quando não poderemos trabalhar mais. Lance sua mão no arado, lance a palavra de Deus e iremos com certeza ter um a grande colheita em nome de Jesus.
Se esta visão de avivamento arde em seu coração, transmita-a outros irmãos, e forme um elo de corrente que está unindo em diversas localidades para interceder em favor de um derramamento do Espírito Santo sobre esta grande nação.
Assim como Los Angeles, em 1906 foi impactada pelo Espírito Santo, vamos também impactar o Brasil em 2007.
Assim como Seymour, aquele negro filho de escravo, sem cultura, com deficiência visual, impactou Los Angeles, pelas palavras dirigidas pelo Espírito Santo, você e eu, embora com nossas deficiências, movido pela mesma unção derramada pelo Espírito na Rua Azusa, vamos impactar também esta nação brasileira.
O Brasil clama por um avivamento, vamos fazer a diferença. O Espírito Santo nesta noite esta capacitando muitas vidas para levar a preciosa semente. Deus derrame um avivamento nesta igreja, Deus derrame um avivamento em cada crente aqui presente. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário